Psicanálise

1 – Por que a Psicanálise?

    Porque a psicanalise é singular –  implica que a psicanalise é do caso a caso, do um a um, e diria mais, de sessão por sessão. Não havendo assim um tratamento que valha para todos. A psicanalise se orienta sob um saber fazer com a língua que encaminha o sujeito desde o universal para o singular do ser falante. 

  Porque a psicanalise trabalha com o sintoma. Desde a perspectiva psicanalítica o sintoma diz algo do sujeito, nesse caso é preciso implicar o sujeito em seu sintoma. Desse modo, talvez o sujeito possa encontrar na psicanálise uma maneira diferente do que propõe a modernidade de tratar seu sintoma e transformar o sintoma através da fala, pois os sintomas são afetáveis pela linguagem.

     Porque para psicanalise uma analise se dá desde a transferência, a grosso modo, é preciso haver algo que o paciente encontre em um analista que o toque e o convoque. Sendo assim, boa sorte! É impossível descrever o que é uma análise, pois esta é mais da ordem da experimentação.

2 – Pagamento

   Pagar uma sessão de analise não é o mesmo que pagar por um serviço prestado, o pagamento faz parte do enredo de uma analise, e se verifica que cada um tem um modo de relação com esse pagar.

3 – Tempo de uma análise? 

   Uma análise demora muito? Talvez, levar uma análise até as últimas consequências implica um longo processo e desejo para tal. Pode haver também um único encontro com um analista com grandes efeitos; em alguns casos, indo no embalo de Lacan, se o paciente estiver “feliz da vida” é suficiente. O que realmente não há é uma normativa em relação ao tempo.

Open chat